Cooperativa de catadores inicia atividades do Primar em Alvorada

FacebookLinkedInGoogle+WhatsApp
 
 
A cidade de Alvorada é uma das seis localidades beneficiadas com o Projeto Primar 5. A iniciativa, coordenada pelo Governo do Estado e pela Associação Amigos do Meio Ambiente, investirá mais de R$ 500 mil em projetos que conjugam geração de renda e a preocupação com a solução de problemas socioambientais de suas comunidades.
 
Na manhã de quarta-feira, 23, a Cooperativa de Catadores de Alvorada realizou sua primeira atividade. Em um seminário, sediado no Auditório da Prefeitura local, foram estabelecidas as premissas da entidade, indicadas melhorias significativas que devem ocorrer em áreas como higiene, segurança e aumento da renda, bem como expostos para os 23 catadores cooperados maiores detalhes sobre sua participação no Primar, seus direitos e obrigações.
               
A partir das demandas expostas pelos próprios catadores, representantes da Caminho das Águas, da AMA e do Instituto Federal de Educação (UFRGS) ajudaram a construir as prioridades dos trabalhadores e um cronograma de atividades. Um exemplo, a visita pré-agendada para o mês de novembro, a uma Cooperativa de Catadores de Dois Irmãos, entidade em estágio mais avançado e que pode agregar conhecimento e experiência a todos.
            
Estavam presentes no encontro, além dos diretores da AMA Túlio Carvalho e Ricardo Jardim, representantes da Caminho das Águas, o Prefeito de Alvorada, Sérgio Maciel Bertoldi, e a secretária de Meio Ambiente, Núbia de Oliveira Mendes.
           
Produção de vassouras a partir da reciclagem de garrafas pet
 
O produto escolhido para esta edição do Primar é a vassoura produzida a partir da reciclagem de garrafas pet. As seis entidades selecionadas e as instituições de ensino parceiras vão desenvolver técnicas de reutilização desse resíduo e de montagem do produto. Cada projeto receberá cerca de R$ 80 mil.
Em cinco edições do Primar, já foram investidos cerca de R$ 2 milhões.  
 
Confira mais detalhes da atual edição do projeto aqui.
FacebookLinkedInGoogle+WhatsApp