AMA apresenta Socioambiental das obras de ampliação da Celulose Riograndense

FacebookLinkedInGoogle+WhatsApp
A Associação Amigos do Meio Ambiente apresentou na tarde desta terça-feira, 6, o Projeto Socioambiental das Obras de Ampliação da Celulose Riograndense. O evento, que ocorreu na Vitrine Cultural, detalhou os desafios da entidade na interlocução com a comunidade da Zona Sul, região mais impactada pelas obras, e ressaltou o estreitamento nas relações de confiança entre a AMA e os moradores daqueles bairros.
– O que nós queremos é sempre promover o diálogo. Somente sendo informada, a sociedade pode se apropriar do que está acontecendo em sua cidade. Isso foi feito na Macrodrenagem e da Adequação Viária, nos anos anteriores, e agora terá continuidade nesse novo projeto – destacou Túlio Carvalho, coordenador administrativo da AMA.
As experiências dos Socioambientais anteriores servirão de base para essa nova etapa que acontece em parceria com a empresa. Nos próximos meses, a equipe deve realizar atividades que vão desde visitas e recolhimentos de demandas nas residências do entorno da fábrica, distribuição de materiais informativos e reuniões com a comunidade. O objetivo, segundo Túlio, é “permitir que a sociedade se aproprie de todo o processo”.
                                   
O Prefeito Henrique Tavares relembrou as primeiras reuniões do Socioambiental da Macrodrenagem da Zona Sul, ainda em 2009, e ressaltou a importância do trabalho da AMA desde então. “Esse trabalho só pode ser realizado por quem conhece aquela comunidade, sabe de suas características. E a equipe da AMA é a mais capacitada para realiza-lo”, disse.
Estavam presentes no evento os secretários municipais Jorge Centeno, Claudia Mara Borges e José Dahmer, o vereador Alexandre Santana (Xandão), representantes da Celulose Riograndense, entre outros.
FacebookLinkedInGoogle+WhatsApp